Aaron Boone, técnico do New York Yankees, estava nas manchetes na quarta-feira, quando o clube anunciou que ele estava tirando uma licença médica para receber um marcapasso no Hospital St. Joseph em Tampa, Flórida, no mesmo dia.

Por Associated Press (h / t ESPN), Boone disse a repórteres na sexta-feira que ele teve alta na quinta-feira e gostaria de voltar ao clube em algum momento neste fim de semana.

Na verdade, o gerente, que comemora seu 48º aniversário na próxima terça-feira, estaria com o time no jogo de sexta-feira contra o Detroit Tigers se não fosse pelos protocolos COVID-19 da MLB.

“Acho que estou pronto para voltar ao banco central”, disse Boone.

Ele acrescentou que procurou um cardiologista depois de se sentir tonto em alguns momentos durante a entressafra, e acabou sendo determinado que ele estava sofrendo de baixa frequência cardíaca. Ele já havia se submetido a uma cirurgia de coração aberto em 2009 e disse na sexta-feira que já está melhorando com o marca-passo.

“Você tem o seu café da manhã, o café da manhã de hoje realmente funcionou”, explicou ele. “Eu e meu novo amigo estamos indo muito bem.”

Boone aceitou o emprego no Yankees após a temporada de 2017 e registrou um recorde de 236-148 em seus três anos no cargo. Ele ainda não guiou os bombardeiros do Bronx a uma aparição na World Series.